Imprimir o programa

Select your region or print the program.

10 resultados
Alentejo, Beja, Serpa

Museu Municipal de Arqueologia de Serpa

Câmara Municipal de Serpa.
Praça da República, 7830-389 Serpa

www.cm-serpa.pt

O Município de Serpa irá realizar, no âmbito das Jornadas Europeias de Arqueologia, no dia 19 de junho, uma sessão de conferências on-line de arqueologia, sob o título “Estudos do Museu“, onde vários investigadores irão apresentar os trabalhos que têm realizado sobre o território de Serpa.

Oferta digital - Em directo

Estudos do Museu - Conferências
Programa:
18.00 h Estudos do Museu – Apresentação. Miguel Serra (DCP-CMS)
18. 10 h: Até que o bronze nos separe. (Re)vendo o 3º milénio a.n.e. do Cerro dos Castelos de São Brás (Serpa): o ponto da situação. Frederico Agosto, mestrando na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.
18.25 h: As placas votivas do sepulcro megalítico do Monte da Velha 2 (Vila Verde de Ficalho, Serpa): reusos e/ou reinterpretações? Marco António Andrade, doutorando na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, UNIARQ-Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa.
18.40 h: O povoado da Misericórdia no contexto da Idade do Ferro da Margem Esquerda do Guadiana. Rui Monge, doutorando na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, UNIARQ-Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa.
18.55 h: “Novos” patrimónios e patrimónios ausentes: uma moeda romana de Vale Vargo e a lápide islâmica da Porta Nova (Serpa). Miguel Serra, Divisão de Cultura e Património da Câmara Municipal de Serpa, CEAACP-Centro de Estudos de Arqueologia, Artes e Ciências do Património, Universidade de Coimbra.
19.10 h Debate
19.40 h Encerramento

Acesso grátis

Sexta-feira, 19 de junho de 18:00 à 20:00

Todos os públicos

Alentejo, Beja, Beja

Projecto Arqueológico Outeiro do Circo

Estrada Municipal 529, 7800-864, Beringel, Beja

http://outeirodocirco.blogspot.com/

A iniciativa organizada pelo Projecto Outeiro do Circo compreende uma conferência online, através da plataforma Zoom, no dia 21 de Junho (Domingo), às 18h00 e é dedicada a um projecto de divulgação arqueológica que se realizou em 2016 no âmbito do programa de educação patrimonial deste projecto científico, intitulado “12 lugares, 12 meses, 12 histórias. A Idade do Bronze na região de Beja“.
A apresentação estará a cargo de Miguel Serra, coordenador do Projecto Outeiro do Circo e responsável pelo projecto “12 lugares...“, que irá falar dos antecedentes, objectivos, desenvolvimento e repercussões desta iniciativa.

Oferta digital - Em directo

Divulgação arqueológica. O Projecto “12 Lugares, 12 Meses, 12 Histórias“
A iniciativa organizada pelo Projecto Outeiro do Circo compreende uma conferência online, através da plataforma Zoom, no dia 21 de Junho (Domingo), às 18h00 e é dedicada a um projecto de divulgação arqueológica que se realizou em 2016 no âmbito do programa de educação patrimonial deste projecto científico, intitulado “12 lugares, 12 meses, 12 histórias. A Idade do Bronze na região de Beja“.
A apresentação estará a cargo de Miguel Serra, coordenador do Projecto Outeiro do Circo e responsável pelo projecto “12 lugares...“, que irá falar dos antecedentes, objectivos, desenvolvimento e repercussões desta iniciativa.
A assistência à sessão é gratuita e haverá espaço para debate sobre o tema da divulgação arqueológica após a apresentação.

Acesso grátis

Domingo, 21 de junho de 18:00 à 18:40

Todos os públicos

Alentejo, Évora, Évora

Conjunto Arqueológico das Murteiras

Herdade das Murteiras
7005, Torre de Coelheiros

https://www.fea.pt/patrimonio-cultural/6246-conjunto-arqueologico

PT
O Alentejo Central é uma das mais importantes regiões megalíticas da Europa. O Conjunto Arqueológico da Herdade das Murteiras integra, num espaço muito coerente, vestígios de povoados e de diferentes tipos de monumentos funerários, revelando uma interessante dinâmica de ocupação do espaço e de continuidade cultural, que abarca vários milénios.

EN
The Central Alentejo is one of the most important regions in Europe in terms of megalithic remains. The Herdade das Murteiras Archaeological Complex comprises the remains of settlements and different types of burial sites at a single site. Excavations have revealed fascinating information about the dynamics of land use and cultural continuity at the site spanning several millennia.

Circuito de descoberta

Circuito Megalítico
PT
O Conjunto Arqueológico da Herdade das Murteiras encontra-se numa área de elevado interesse paisagístico e florestal. Visite este circuito, ajudando-nos a conservá-lo com todos os cuidados e boas práticas de preservação ambiental.

EN
The Herdade das Murteiras Archaeological Complex is located in an area of outstanding natural beauty due to the landscape and forest cover. Visit this complex, while helping us conserve the area by taking great care and keeping in mind environmental preservation.

Acesso grátis

Todos os públicos

Alentejo, Portalegre, Avis

Centro de Arqueologia de Avis

Pátio das Cisternas, n.º 8
7480-121 Avis

https://www.facebook.com/Centro-de-Arqueologia-de-Avis-1590089434537617/

O Centro de Arqueologia de Avis, a funcionar desde 2011 numa fracção do conjunto monástico de São Bento de Avis, corresponde a um espaço científico e cultural que reúne as condições para o desenvolvimento da arqueologia à escala municipal.
Na sua actividade, o CAA privilegia o contacto directo com o património arqueológico e as diferentes fases de trabalho, mantendo uma relação estreita com a comunidade, assegurada através da concretização de iniciativas diversas e orientadas para públicos distintos.

Oferta digital - Outros

Numa imagem, uma história. I Mostra de Fotografia do CAA
A I Mostra de fotografia do CAA pretende aproximar a comunidade ao património arqueológico local através da fotografia.
Tendo por base a participação directa do público, esta iniciativa procura captar imagens e histórias em base fotográfica que terão como tema central o património arqueológico de Avis.
As fotografias seleccionadas serão divulgadas a partir de 15 de Julho de 2020 e os trabalhos reunidos serão exibidos em exposição, em data a anunciar.
As condições para participação poderão ser conhecidas na página do evento. A recepção dos trabalhos decorre até 30 de Junho.

Acesso grátis

Todos os públicos

Oferta digital - Jogos

Peça a peça
Peça a peça poderás montar os puzzles que te propomos e assim descobrir alguns dos objectos que fazem parte do nosso acervo.
Depois poderás visitar-nos, conhecer a(s) tua(s) peça(s) e muito mais.
Os puzzles estarão disponíveis a partir de 19 de junho.

Acesso grátis

Crianças, Famílias

Circuito de descoberta

Roteiro Megalítico “Entre Pedras e Pedrinhas. Circuito da Ribeira de Seda”
O Circuito da Ribeira de Seda desenvolve-se numa paisagem marcada por diversos testemunhos da presença humana.
O relevo pouco acidentado, pontuado por grandes afloramentos de granito, e a confluência de diversas ribeiras, conferem a esta área características únicas.
O CAA disponibiliza, no dia 20 de junho, a versão digital do circuito e convida à descoberta.

Acesso grátis

Todos os públicos

Oferta digital - Colecções digitais

Uma peça, uma história
O acervo do Centro de Arqueologia de Avis integra diversos artefactos, decorrentes de explorações ou achados fortuitos, colocados à disposição pública através de doações ou de cedência temporária.
Apesar de desprovidas de contexto arqueológico, estas peças detêm valores intrínsecos, susceptíveis de estudo, podendo desempenhar igualmente um importante papel pedagógico.
Até ao final do ano, será colocada em destaque, mensalmente, uma peça recolhida nestas condições excepcionais.

Acesso grátis

Todos os públicos

Circuito de descoberta

Roteiro Megalítico “Entre Pedras e Pedrinhas - Circuito da Ribeira Grande”
O circuito da Ribeira Grande integra-se numa das mais importantes zonas de concentração de monumentos megalíticos do concelho de Avis, caracterizada igualmente pela grande beleza e diversidade natural.
O CAA disponibiliza, no dia 21 de junho, a versão digital do circuito e convida à descoberta.

Acesso grátis

Todos os públicos

Centro, Castelo Branco, Fundão

Museu Arqueológico Municipal José Monteiro

Rua do Serrão, 13-15
6230-418 Fundão

O Museu Arqueológico Municipal do Fundão associa-se às Jornadas Europeias de Arqueologia com a realização de uma conversa aberta online que tem por objectivo discorrer sobre a importância do património cultural e as relações e os desafios que se colocam ao arqueossítio da Argemela, povoado proto-histórico, que assumiu grande notoriedade pelo facto de se situar numa das maiores jazidas de lítio da Península Ibérica.
participe: https://meet.google.com/gnm-wzbz-oxh

Abrimos as portas do Museu com uma visita à exposição temporária ‘A Minha Colecção’, um projecto pedagógico realizado em parceria com os Agrupamentos de Escolas do Concelho.

Oferta digital - Em directo

webinar: Argemela Património(s) de todos. Uma guerra do futuro?
A Câmara Municipal do Fundão acaba de concluir a classificação do Castro da Argemela como Sítio de Interesse Municipal.
A importância histórica e identitária do local é reconhecida desde o século XVIII. A exploração dos recursos mineiros transportou este sítio, de grande personalidade cultural da Beira Interior, para a agência mediática. A Argemela deixou de ser um sítio de percepção local para se inscrever numa geografia nacional.
Esta conversa aberta tem por objectivo juntar cientistas diversificados e discorrer sobre a importância do património cultural e as relações e os desafios que se colocam à Argemela, tendo em consideração os equilíbrios entre horizontes culturais e simbólico-identitários e exploração económica de desenvolvimento local.

Intervenientes:

- Pedro Salvado (Museu Arqueológico Municipal do Fundão - Moderação).

- João Nuno Marques (Palimpsesto - Estudo e Preservação do Património Cultural).

- Maria do Carmo Mendes (Universidade da Beira Interior).

- Alexandre Lima (Projeto IberianTin - Faculdade de Ciências da Universidade do Porto).

Após as intervenções haverá um período de debate.  

Acesso grátis

Sexta-feira, 19 de junho de 18:00 à 19:30

Todos os públicos

Exposição

A MINHA COLEÇÃO
A exposição “A Minha Coleção” é um projecto pedagógico que resultou da partilha de conhecimentos e conceitos sobre Património, colecionismo e preservação, seguida do estudo, da inventariação e do tratamento partilhado de diversas coleções, propriedade dos jovens alunos dos Agrupamentos de Escolas do Concelho.

Acesso grátis

Sexta-feira, 19 de junho de 09:00 à 12:30 et de 14:00 à 17:30

Todos os públicos

Centro, Coimbra, Guarda

Castro do Jarmelo

Alto do Jarmelo, 6300-210 São Pedro do Jarmelo

https://www.facebook.com/Hereditas/

Visita Guiada transmitida em directo via Facebook.

Oferta digital - Em directo

Castro do Jarmelo Visita em Directo
Visita guiada ao sítio arqueológico do Castro do Jarmelo transmitida em directo na página de facebook da Associação Hereditas.

Acesso grátis

Domingo, 21 de junho de 17:30 à 18:30 et de 18:45 à 18:46

Todos os públicos

Estudantes

Pré-primária, Primária, 2.º e 3.º ciclo, Secundário

Acessibilidade

Dificuldade motora/utilizador de cadeira de rodas, Deficiência visual

Lisboa, Lisboa, EGEAC/Museu de Lisboa - Teatro Romano

Museu de Lisboa - Teatro Romano

Rua de São Mamede 3 A
1100-532 Lisboa

www.museudelisboa.pt

As Jornadas Europeias da Arqueologia celebram um passado cultural comum que resulta na cultura que todos partilhamos e na identidade de cada país.
Para celebrar a arqueologia, o Museu de Lisboa - Teatro Romano apresenta um conjunto de conteúdos digitais que procuram promover aquele que é o teatro romano mais antigo de Portugal.

Oferta digital - Vídeos e podcasts online

As inscrições romanas da Travessa do Almada
As inscrições romanas da Travessa do Almada são um testemunho da história da cidade e documentam, de igual modo, o interesse que, ao longo do tempo, as antiguidades sempre suscitaram na população. Estas pedras falam-nos de deuses e de homens, de preces e agradecimentos, são um outra vida da antiga cidade de Lisboa, documentos vivos da antiga Felicitas Iulia Olisipo.
dia 19 de junho
Sexta-feira, 19 de junho de 00 à 23:59 et de 00:01 à 23:59

Todos os públicos

Oferta digital - Jogos

Puzzle romano
Construção de puzzle. Fique a conhecer alguns dos objetos em exposição no teatro romano de Lisboa.
Conteúdo digital acessível no facebook do Museu de Lisboa
dia 21 de junho - 11h

Acesso grátis

Domingo, 21 de junho de 11:00 à 23:59 et de 00:01 à 23:59

Todos os públicos

Oferta digital - Outros

Conteúdo digital - Manel e Chico descobrem o teatro romano
Conto de Bruno Magina com ilustrações de Francisca Ramalho, que conta a história da descoberta do teatro romano de Lisboa.
Conteúdo digital acessível no facebook do Museu de Lisboa.
Dia 20 de junho - 18h

Acesso grátis

Sábado, 20 de junho de 18:00 à 23:59 00:00

Crianças, Todos os públicos

Lisboa, Lisboa, Lisboa

Museu Nacional de Arqueologia

Museu Nacional de Arqueologia Praça do Império

https://my.matterport.com/show/?m=Q5aXiYAFV8d&play&fbclid=IwAR2hj4fR-zv7c2q3H1fJ8oFvpVVXGlDMkVW_xP5m

Criado por Decreto Régio em 1893, sob a designação de “Museu Etnológico Português“, teve como seu fundador e primeiro director José Leite de Vasconcellos.
Abriu ao público, no Mosteiro dos Jerónimos, em 1906.
Em mais de um século de existência, este Museu constituiu-se na instituição de referência da Arqueologia Portuguesa, com correspondência regular com museus, universidades e centros de investigação em todo o Mundo.
Para além das exposições permanentes e temporárias, o Museu oferece inúmeros outros serviços como a edição regular de publicações, de que se salienta a revista científica “O Arqueólogo Português”, desde 1895.

Oferta digital - Outros

Exposição Lisbon Mummy Project
O Museu Nacional de Arqueologia, a Lisbon Mummy Project e a IMI-art/Affidea elaboram o estudo e a exposição Lisbon Mummy Project.
Esposição da Google Arts and Culture sobre as múmias de Animais e Humanas do Museu Nacional de Arqueologia.

Oferta digital - Visitas virtuais

Exposição virtual sobre Património de Sharjah
Exposição online e a 3D organizada pelo Museu Nacional de Arqueologia e a Sharjah Archaeology Authorit, sobre a arqueologia daquele Emirado, bem como os trabalhos de prospecção e de escavação ali desenvolvidos pela FCSH-Universidade Nova de Lisboa.

Acesso grátis

Todos os públicos

Oferta digital - Vídeos e podcasts online

Exposição virtual sobre a História do Museu Nacional de Arqueologia
História do Museu Nacional de Arqueologia
Norte, Guarda, Vila Nova de Foz Côa

Parque Arqueológico e Museu do Côa

Museu do Côa
Rua do Museu
5150-620 Vila Nova de Foz Côa

https://arte-coa.pt

O vale do Côa apresenta o maior conjunto mundial de arte rupestre ao ar livre do Paleolítico Superior.  Nos 200 kms2 do Parque Arqueológico do Vale do Côa localizam-se mais de 80 sítios com arte rupestre e mais de 1200 rochas gravadas. Reconhecendo-se o interesse patrimonial e cultural deste conjunto foi criado, em 1996, o Parque Arqueológico com a missão de gerir, proteger, investigar e mostrar ao público a arte rupestre. Dois anos depois, a UNESCO incluiu a Arte Pré-histórica do Vale do Côa na Lista do Património Mundial. 
O Museu do Côa, em julho de 2010, abre ao público proporcionando ao visitante a descoberta da arte e da arqueologia do vale do Côa, não substituindo a visita aos sítios de arte rupestre, o “verdadeiro” museu.

Visita guiada

O abrigo das Lapas Cabreiras: a arte e a ocupação da Pré-história Recente 
O abrigo das Lapas Cabreiras: a arte e a ocupação da Pré-história Recente 
Descoberto no ano de 2008, o grande abrigo granítico decorado das Lapas Cabreiras revelou-se como um dos mais importantes sítios arqueológicos da Pré-história Recente da região do Côa, desde logo pela ampla decoração que exibe, gravada e, sobretudo, pintada distribuída por quatro painéis ao longo do abrigo, e pertencente integralmente ao universo da arte Esquemática. Mas também pelos importantes vestígios de ocupação humana coeva da decoração, no próprio abrigo e nas plataformas subjacentes, que lhe confere um lugar importante no estudo da contextualização arqueológica da arte rupestre.

Ponto de encontro: Museu do Côa às 09h30.
Inscrição obrigatória e mais informações por email para museugeral@arte-coa.pt
Seguro incluído.

Aconselhamos o uso de roupa e calçado apropriado para este tipo de caminhada, chapéu, água e reforço alimentar. Caso haja previsão de chuva o uso de impermeável. A actividade poderá ser cancelada caso as condições climatéricas não permitam fazer o percurso em segurança.

Parceiro - Centro de Estudos em Arqueologia, Artes e Ciências do Património / Universidade de Coimbra.
Apoio - Associação Transumância e Natureza.

Acesso grátis

Domingo, 21 de junho de 09:30 à 15:00

Todos os públicos

Oficina

A Arqueologia – O Mistério e a Ciência
Se recorrermos ao mistério do que esconde a terra, os dividendos serão imensos. Os segredos são imensos. “…A terra esconde vida: é que debaixo da terra, as sementes são invisíveis. Dormem no segredo da terra até que os descubramos…”, (O Principezinho de Antoine de Saint-Éxupery). Mas a terra também esconde vestígios escondidos e fragmentados. E esses vestígios conservam-se, algumas vezes, intocáveis. O método para chegar a estas sementes é um método científico com o nome de Arqueologia.
Nesta atividade teremos um módulo de escavação arqueológica composto por uma caixa de madeira, com areia, onde decorrerá uma escavação fictícia. Faremos as quadrículas, utilizaremos os instrumentos próprios de uma escavação. O que iremos descobrir? Um acampamento com vestígios materiais dos homens e mulheres que gravaram no xisto. Criar-se-á um ambiente propício para a descoberta da investigação arqueológica, nomeadamente do trabalho de campo. As várias camadas estratigráficas e os materiais encontrados devem ser usados como peças de um puzzle.
A atividade pressupõe uma visita especial às salas A e B do Museu. Os grupos devem ser divididos em dois, cada um fazendo trabalho de campo e trabalho de laboratório. É registada, no nosso Caderno de Campo, toda a informação acerca das réplicas encontradas, que depois será levada para o laboratório.

Público-alvo dos 6 aos 14 anos
Número de participantes - Mínimo de 5 e máximo de 10
Inscrição obrigatória
Informações e inscrições: martamendes@arte-coa.pt

4.00 €

Sábado, 20 de junho de 10:30 à 12:00 et de 15:00 à 16:30

Crianças

Visita guiada

Visita ao Fariseu
Os conteúdos do Museu do Côa são reflexo da investigação dos arqueólogos do Parque Arqueológico.
Salientando este elo a Fundação Côa Parque propões-se uma visita pedestre ao Fariseu onde recentemente os trabalhos arqueológicos colocaram a descoberto uma das maiores representações paleolíticas do mundo, um auroque com mais de 3m, apenas comparável com os auroques da gruta de Lascaux.
O arqueólogo investigador Thierry Aubry, Responsável Técnico Científico do Museu do Côa e Parque Arqueológico do Vale do Côa, irá orientar a visita ao sítio arqueológico contextualizando a arte e os vestígios encontrados.

Tempo: aprox. 2 horas
Ponto de encontro: Museu do Côa às 09h30.
Inscrição obrigatória e mais informações por email para museugeral@arte-coa.pt
Seguro incluído.

Aconselhamos o uso de roupa e calçado confortável, chapéu, água. Caso haja previsão de chuva o uso de impermeável. A actividade poderá cancelada ser caso as condições climatéricas não permitam fazer o percurso em segurança.

16.00 €, Existem taxas de desconto

Sábado, 20 de junho de 09:30 à 11:30

Todos os públicos

Oferta digital - Jogos

CÔaVIDa
Em tempos de quarentena o Museu do Côa continua com energia.
O Serviço Educativo disponibiliza, todas as semanas, alguns jogos e desafios, para pôr as cabeças a pensar e animar os vossos momentos mais aborrecidos.
Fica atento e descobre os desafios, adivinhas e vídeos que temos para ti.

Acesso grátis

Todos os públicos

Norte, Vila Real, Sabrosa

Necrópole Medieval das Touças | Medieval Graveyard of Touças

Associação de História e Arqueologia de Sabrosa

https://ahassabrosa2019.wixsite.com/nmdt

A Necrópole Medieval das Touças é um sítio arqueológico batente complexo, enigmático e interessante. Trata-se de um local arqueológico que, na actualidade, encontra-se integrado num projecto de investigação plurianual, aprovado pela Direcção Geral do Património Cultural e pelo Ministério da Cultura de Portugal. O local arqueológico localiza-se no sítio da Garganta, concelho de Sabrosa. O sítio arqueológico é caracterizado pela presença de conjuntos de ortostatos em granito, dispostos, aparentemente, de forma aleatória, uma sepultura dupla escavada na rocha, diversos sarcófagos rupestres, possivelmente enquadrados no âmbito da Alta idade Média e um marco de demarcação da comenda da Ordem de Malta. O sítio arqueológico será alvo de escavações arqueológicas e estudos multidisciplinares.

Dia aberto

Atelier de Metodologia Arqueológica de Campo
Com este atelier procuramos mostrar, de forma simples e com o recurso a alguns materiais didácticos, os processos de escavação arqueológica, análise de contextos arqueológicos, estratigrafia, ilustração arqueológica de campo e interpretação de sítios arqueológicos e paisagens envolventes. Trata-se de uma experiência pedagógica a realizar num dos sítios arqueológicos mais emblemáticos da região: a Necrópole Medieval das Touças, no lugar da Garganta, em S. Martinho de Anta, Sabrosa. A actividade estará aberta a todos e procura ilustrar a importância da preservação do património e da actividade arqueológica e da investigação histórica.
Période(s) archéologique(s) :

Pré-história, Idade média

Opérateur :

Gerardo Gonçlalves & Dina Pereira

-Aménageur :

Associação de História e Arqueologia de Sabrosa

Acesso grátis

Sexta-feira, 19 de junho de 09:45 à 12:15 et de 14:15 à 17:15

Todos os públicos

Estudantes

2.º e 3.º ciclo, Secundário

Com este atelier procuramos mostrar, de forma simples e com o recurso a alguns materiais didáticos, os processos de escavação arqueológica, análise de contextos arqueológicos, estratigrafia, ilustração arqueológica de campo e interpretação de sítios arqueológicos e paisagens envolventes. Trata-se de uma experiência pedagógica a realizar num dos sítios arqueológicos mais emblemáticos da região: a Necrópole Medieval das Touças, no lugar da Garganta, em S. Martinho de Anta, Sabrosa. A atividade estará aberta a todos e procura ilustrar a importância da preservação do património e da atividade arqueológica e da investigação histórica.

Dia aberto

Dia aberto “DIG IT“ na Nécropole Medieval das Touças
Dia aberto para a escavação arqueológica no âmbito do projeto arqueológico da Necrópole Medieval das Touças, onde os participantes poderão ter contacto com uma escavação arqueológica, participar em pequenas experiências, obter respostas a questões relacionadas com a prática arqueológica, a investigação, a contextualização de sítios arqueológicos no concelho de Sabrosa, contactar com materiais arqueológicos e compreender, de forma lúdica, os vários processos da investigação em arqueologia.
Période(s) archéologique(s) :

Pré-história, Idade média, Era moderna

Opérateur :

Gerardo Gonçlalves & Dina Pereira

-Aménageur :

Associação de História e Arqueologia de Sabrosa

Acesso grátis

Domingo, 21 de junho de 10:15 à 12:45 et de 14:43 à 17:15

Crianças, Famílias, Adultos, Todos os públicos, Estudantes

Estudantes

Primária, 2.º e 3.º ciclo, Secundário

Oficina

WORKSHOP “Remontagem, Tratamento e Colagem de materiais Arqueológicos“
Workshop prático sobre a remontagem, tratamento e colagem de materiais arqueológicos recolhidos em contextos de escavação arqueológica. O workshop procura ilustrar, de forma prática, um dos processos de estudo e classificação de materiais arqueológicos, sobretudo cerâmicas e materiais líticos.
Durante o atelier os participantes terão contacto com alguns dos procedimentos mais relevantes e importantes no que respeita à análise, estudo e tratamento de materiais arqueológicos. Procura-se, de forma simples, mostrar alguns dos processos de estudo e análise de materiais cerâmicos e líticos, recorrendo a artefactos arqueológicos e replicas preparadas para este workshop.

Acesso grátis

Sábado, 20 de junho de 10:00 à 12:15

Crianças, Famílias, Todos os públicos, Estudantes

Estudantes

Secundário

Projeção

A Guerra do Fogo | La Guerre du feu
No âmbito do projecto de arqueologia na Necrópole Medieval das Touças, a Associação de História e Arqueologia de Sabrosa, em colaboração com a Câmara Municipal de Sabrosa e o Polo Arqueológico da Garganta e a junta de Freguesia de S. Martinho de Anta, promove a apresentação do filme La Guerre du Feu, do realizador francês Jean-Jacques Annaud, um filme datado de 1981, de produção franco-canadiana, baseado numa novela de J.-H. Rosny aîné.
Trata-se de uma iniciativa que procura despertar o gosto e o interesse pela arqueologia, pela história e pela compreensão do passado. A Guerra do Fogo é um filme que ilustra a história dos grupos humanos que lutam pela sua sobrevivência e pelo domínio de um dos mais importantes e relevantes elementos naturais que possibilitaram a preservação e a evolução da espécie: o fogo.

Acesso grátis

Sábado, 20 de junho de 16:15 à 18:45 (O evento será realizado no Polo Arqueológico da Garganta, em S. Martinho de Anta)

Adultos, Estudantes

Estudantes

Secundário

Acessibilidade

Dificuldade motora/utilizador de cadeira de rodas